Facebook concorda em pagar US$ 52 milhões a funcionários expostos a conteúdos traumáticos

 

O Facebook concordou em pagar cerca de US$ 52 milhões para moderadores e ex-moderadores de conteúdo que desenvolveram algum tipo de transtorno mental durante o trabalho na rede social. Um processo buscava compensação para aqueles que foram expostos a imagens e conteúdos traumáticos, incluindo relacionados a assassinato, estupro e suicídio. O acordo preliminar foi apresentado na última sexta-feira (8), no Tribunal Superior de San Mateo, na Califórnia.

Segundo informações do The Verge, cada moderador irá receber um mínimo de US$ 1.000 e poderá ser elegível para uma compensação adicional caso for diagnosticado estresse pós-traumático ou outras condições relacionadas. O acordo cobre 11.250 moderadores e advogados acreditam que, pelo menos, a metade deles estaria elegível para receber um pagamento extra por terem se adoentado durante o trabalho, com casos de depressão.

Como reporta o The Verge, a ex-moderadora do Facebook Selena Scola processou a companhia em setembro de 2018. Ela alegou que desenvolveu estresse pós-traumático depois de ser colocada em uma posição que exigia assistir regularmente fotos e imagens de estupro, assassinato e suicídio. O processo, acompanhado por vários outros ex-moderadores do Facebook, alegou que a companhia não forneceu a eles um espaço de trabalho seguro.

Em comunicado, o advogado dos funcionários e ex-funcionários, Steve Williams, celebrou o acordo. "Estamos satisfeitos que o Facebook trabalhou conosco para criar um programa sem precedentes para ajudar as pessoas a realizar um trabalho inimaginável há alguns anos. O dano que pode ser sofrido por este trabalho é real e grave".

O que muda

O Facebook também se comprometeu a mudar a forma como os moderadores são expostos aos conteúdos. Até o final deste ano, medidas como retirada do áudio dos vídeos e alteração na cor das imagens, colocando-as em preto e branco, serão entregues. Tais mudanças passam a funcionar neste ano para 80% dos moderadores, e devem chegar a 100% no ano que vem.

Tratamento psicológico, como sessões semanais com profissionais de saúde mental, conselheiros disponíveis 24h por dia e terapia em grupo, também estarão disponíveis.

 

Fonte: computerworld.com.br

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

CNI firma parceria com multinacional com objetivo de ampliar inovação aberta na indústria

July 3, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Todos direitos reservado para Acecon Solutions © 2018

Siga a gente:

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn