CPQD propõe a criação de laboratório de referência em 5G no Brasil


O CPQD apresentou na consulta pública n.º 9 da Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações, encerrada no dia 14 de abril último, uma proposta de criar no Brasil um laboratório nacional de referência em 5G.

A ideia é que o ambiente seja multiusuário e com capacidade de realizar auditoria da segurança cibernética de equipamentos e soluções destinados às redes de telecomunicações do país. Segundo o CPQD, os recursos para a construção da infraestrutura poderiam ser captados com o leilão de espectro para o 5G, que será conduzido pela Anatel, seguindo exemplo de proposta feita no Senado dos EUA – que prevê a destinação de até 5% dos recursos obtidos com licitações de espectro para a pesquisa e desenvolvimento de tecnologias 5G e iniciativas de segurança cibernética voltadas a essas redes.

“Um dos objetivos principais da nossa proposta é atender aos requisitos definidos pelo GSI – Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República referentes à segurança cibernética das novas redes 5G”, diz Gustavo Correa Lima, líder da plataforma de comunicações sem fio do CPQD. Para ele, é fundamental que o Brasil tenha um laboratório nacional com infraestrutura compatível com essas necessidades e com os requisitos a serem estabelecidos pelo GSI e pela Anatel.

O laboratório também poderia ser utilizado também para a realização de testes de interoperabilidade entre equipamentos e soluções de diferentes fabricantes. E ainda fomentar o desenvolvimento de aplicações 5G no país, ao oferecer um ambiente real para provas de conceito e validação de soluções em áreas relevantes para a sociedade e o país, como saúde, educação, cidades inteligentes, indústria e agronegócio, entre outras.

“Para as operadoras, a possibilidade de homologação de aplicações em uma infraestrutura comum trará racionalização de esforços. Além disso, a integração de seus laboratórios a essa infraestrutura permitirá exercitar cenários de incidentes de segurança e até contribuir para a análise de incidentes reais”, comenta Lima.

A proposta do CPQD sugere ainda a integração do laboratório nacional de referência em 5G à RNP – Rede Nacional de Ensino e Pesquisa, de modo a permitir o acesso das instituições de pesquisa, desenvolvimento e inovação do país a uma rede 5G real para a realização de experimentos e provas de conceito.

De acordo com a proposta, a gestão do novo laboratório seria compartilhada entre o MCTIC – Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, a Anatel e o GSI, que integrariam o Conselho Gestor – outros atores formariam o Conselho Consultivo.


Fonte: https://www.infranewstelecom.com.br/


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Todos direitos reservado para Acecon Solutions © 2018

Siga a gente:

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn