Laboratórios de supercomputação do Brasil disponibilizam recursos computacionais para combater Covid-19

 

Foto: Divulgação. Supercomputador da COPPE-UFRJ (“Lobo Carneiro”)

 

O COPPE/UFRJ – Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa da Universidade Federal do Rio de Janeiro e o LNCC – Laboratório Nacional de Computação Científica, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e Comunicações, uniram-se ao SCALAC, sistema de computação avançada para a América Latina e Caribe, para disponibilizar de forma gratuita o processamento de pesquisas relacionadas ao controle, prevenção ou erradicação da Covid-19.

  Os supercomputadores do COPPE-UFRJ (“Lobo Carneiro”) e do LNCC (“Santos Dumont”) estão oferecendo capacidade de 1,4 Petaflops para essas pesquisas.

  Considerado o mais potente supercomputador instalado em uma Universidade Federal do país, o “Lobo Carneiro” possui 6.072 núcleos computacionais distribuídos em 253 nós de processamento, além de aceleradores GPGPU Intel Xeon. Possui 720 terabytes de armazenamento paralelo com velocidades de 17 Gb/s e 16 terabytes de memória RAM. Com capacidade de 226 teraflops, pode executar 226 trilhões de operações matemáticas por segundo.

  “Isso significa que hipóteses podem ser testadas via modelos computacionais com muito mais agilidade e precisão. Para exemplificar, uma simulação que levaria uma semana para ser realizada em um desktop padrão, no supercomputador da COPPE/UFRJ fica pronta em aproximadamente 30 minutos. Em momentos como o atual esta agilidade faz muita diferença”, diz Álvaro Coutinho, coordenador do núcleo avançado de computação de alto desempenho da COPPE/UFRJ.

  O sistema ainda pode ser operado de forma remota e realizar o monitoramento mais eficiente dos dispositivos de segurança, temperatura e umidade, além da redução da atividade e do consumo de energia. “Já são processadas no computador pesquisas voltadas para o desenvolvimento de biofármacos e vacinas no combate ao vírus Zika. Com esta iniciativa, esperamos apoiar os pesquisadores neste momento mundial tão crítico e, quem sabe, contribuir de alguma forma para a cura, tratamento ou prevenção da COVID-19”, acrescenta Coutinho.

  Pesquisadores e cientistas podem enviar os seus projetos via os formulários e links da página https://bit.ly/3ajDEmh. De acordo com Coutinho, comissões avaliadoras estão trabalhando rapidamente para analisá-los de modo que as propostas possam ser aceitas de forma rápida e remota.

Fonte: https://www.infranewstelecom.com.br/

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

CNI firma parceria com multinacional com objetivo de ampliar inovação aberta na indústria

July 3, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Todos direitos reservado para Acecon Solutions © 2018

Siga a gente:

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn